• (51) 3221-9565 / (51) 3279-6595 / (51) 99214-9690

  • Facebook Instagram

A escova deve ser trocada a cada mês? VERDADE!

Dicas da OI:

Post_21_08

O consumo de escovas dentais no Brasil é muito baixo: a média per capita de troca gira em torno de uma escova a cada um ano e meio. Em alguns locais distantes dos centros urbanos, esta estimativa é ainda pior, chegando a uma escova a cada dois anos e meio e, muitas vezes, famílias inteiras compartilham a mesma.

Em países desenvolvidos e que conseguiram erradicar as doenças orais, o consumo chega a 12 escovas por ano por habitante, ou seja, uma escova por mês. O ideal seria trocar a escova mensalmente, mantendo a mesma com a máxima efetividade. Dessa forma, a escovação será sempre realizada sem o emprego de força exagerada, já que, quando as cerdas vão perdendo eficiência, aumentamos a carga.

Para ficar longe das bactérias que fazem mal à boca, é preciso ir além de uma boa escovação. Cuidar da escova de dente da forma adequada pode evitar problemas como infecções e diarreias. Isso pode acontecer quando, após seu uso, as cerdas não são lavadas corretamente para eliminar todos os germes e bactérias que foram retiradas da boca durante a escovação. Se, além disso, ela ainda for largada úmida e armazenada em um ambiente fechado e abafado, a escova se tornará um meio muito convidativo para que esses micro-organismos se proliferem.
Indica-se o uso de agentes antimicrobianos (enxaguantes bucais) em forma de spray e outros truques para melhorar os resultados contra a proliferação de bactérias, pois espirrar esses produtos uma vez por dia, de preferência depois da escovação noturna, ajuda a manter as cerdas livres das bactérias.

Também é recomendado lavá-las em água corrente para que as bactérias mortas escorram pelo ralo e nunca secá-las em toalhas. O ideal é bater o cabo da escova na borda da pia para que ela fique bem sequinha.

Refri x Dentes

Verão, férias e calor. A rotina muda e, com isso, acabamos nos permitindo abusar um pouco. Os refrigerantes são os maiores responsáveis pela cárie dental derivada da dieta e, seu consumo prolongado tem efeito cumulativo no esmalte dental. Com o calor, procure substituir um copo de refri por sucos naturais, com menos açúcar e baixa acidez. Seus dentes,e seu estômago, irão agradecer.

Enxaguatório Bucal: o herói da saúde da sua boca!

A famosa cárie dentária e as terríveis doenças gengivais são causadas principalmente pela vilã placa bacteriana. Quando não removida, ela se calcifica formando o tártaro. Portanto, uma boa higiene bucal é muito importante para evitar o surgimento desses temíveis problemas.

Além da escovação dentária e fio dental, existe outro herói para a saúde bucal: o enxaguatório bucal com flúor. O enxaguatório bucal com flúor é muito importante principalmente à noite, pois é nesse período que as abomináveis bactérias se tornam oportunistas e atacam a superfícies dos dentes causando cárie dentária e problemas gengivais.

Os poderes dos enxaguatórios são muitos, dentre os quais podemos destacar: ajudam a eliminar as bactérias que causam a gengivite, a placa bacteriana, o mau hálito e a cárie dentária, atuando onde a escova dentária não alcança, pois permanece por mais tempo na boca uma vez que não enxaguamos a boca após a utilização.

Existem diversos enxaguatórios bucais no mercado com diversas formulações e diversos sabores, mas é importante que o mesmo contenha flúor para ajudar a reduzir o risco de cárie dentária. Em caso de dúvidas, consulte um dentista para que ele possa esclarecer suas dúvidas e indicar qual o herói ideal para o seu caso.

Agende já sua avaliação aqui na OIRS!

 

 

Olá! Como podemos ajudá-lo?
Entre em contato diretamente pelo WhatsApp clicando no botão abaixo ou pelo (51) 99214-9690.
Powered by